O que esperar de uma peça injetada?

Peças plásticas - injeção de plásticos

Vamos imaginar que você está precisando de uma pequena engrenagem para um equipamento eletrônico. Você vai querer que ela seja resistente a tração (a ponto de não deformar impedindo o funcionamento da sua máquina) mas que seja leve e tolerante a altas temperaturas. Com o entendimento preciso das características do seu produto final, é possível indicar quais os materiais melhor atendem às suas necessidades.

Se é a primeira vez que você considera produzir peças injetadas, pode ficar espantado com a quantidade de materiais que podem ser usados no seu projeto. Precisamos considerar que cada peça, depois de pronta, terá uma aplicabilidade diferente. Por este motivo, as propriedades de cada matéria a tornam indicada ou não para cada projeto específico. Entre os materiais mais usados na injeção estão os Plásticos de Engenharia – como é o caso da Poliamida, por exemplo.

Mas o que é exatamente um Plástico de Engenharia?

Este tipo de polímero surgiu na década de 60 e apesar da sua estrutura muito simples, é talvez o material mais versátil do mercado. O Plástico de Engenharia veio para desbancar elementos anteriormente usados na fabricação de peças como o aço.

Embora tenha mais de uma aplicação devido a sua versatilidade, eles são muito usados na área da mecânica, onde é esperada da peça um ótimo desempenho em altas temperaturas sem a perda de suas propriedades. Peças produzidas com este tipo de material tem grande popularidade nos setores naval, automobilístico, aeroespacial e eletroeletrônico.

A Inplasf trabalha com os principais plásticos de Engenharia

MATERIAL CARACTERÍSTICAS PRINCIPAIS UTILIZAÇÃO MAIS FREQUENTE
Acrilonitrilo butadieno estireno – ABS alta resistência mecânica, bom aspecto superficial, fácil moldabilidade e média resistência à temperatura Partes de painéis de automóveis, eletrodomésticos como batedeiras, liquidificadores, televisores,
Borracha termoplástica - TPR Flexibilidade e toque macio Empunhadura de ferramentas, brinquedos
Poliamida Aromática- PA Alta resistência em relação ao peso, larga faixa de temperatura de uso; Mangueiras de alta pressão, cintos de segurança, cordas, coletores de ar e tampas de radiadores e reservatórios de automóveis, entre outros.
Policarbonato - PC Transparência Lentes de faróis e lanternas de automóveis, janelas de aviões,  
Poliacetal - POM Baixo coeficiente de atrito e alta resistência química. Peças para sistemas de freio, engrenagens, itens que mantenham contato com combustíveis
Poliéster - PBT Baixa absorção de umidade. Plugues elétricos, bornes,
Poliuretano - PU Alta resiliência Vedações, absorvedores de impacto